Lembrar com amor é oferecer, no coração, um sorriso que se expande. É um jeito instantâneo e poderoso de prece. É um modo de abraço, não importa o aparente tamanho da distância, nem as enganosas cercas do tempo. Lembrar com amor é levar a vida, no exato instante da lembrança, ao lugar onde a outra vida está e plantar uma nova muda de ternura por lá.

Ana Jácomo 

Coração vai sentir cada linha que se desligar. Vai se sensibilizar em cada música que tocar, fina e distante. Ele vai quebrar a cada vez que meu olhar carregado se desmanchar em um choro, fino e distante. E a cada espera, em noites frias, ele vai cair. Coração vai cair junto com a noite. Coração vai sentir cada toque, seja aonde for. Coração vai dançar quando estiver bêbado. Coração vai refletir o que a tua alma sente. Coração vai libertar o teu corpo toda vez em que cair a chuva, fria, distante e pura. Eu não sei de que matéria o teu coração é feito, mas o sangue que nele está é a coisa mais pura do teu mundo, então ouça sempre o que ele tiver a dizer, nunca cale a sua voz.

Thais.   (via acantoadas)